Plásticos descartáveis são proibidos em Fernando de Noronha

Plásticos descartáveis são proibidos em Fernando de Noronha
Foto: Projeto Golfinho Rotador

A Administração de Fernando de Noronha proibiu a entrada, o uso e a comercialização de plásticos descartáveis. Ou seja, canudos, copos, garrafas abaixo de 500 ml, pratos, talheres e sacolas não são mais bem-vindas. No entanto, plásticos reutilizáveis, a exemplo da caixa de isopor, estão liberados. A proibição faz parte do programa “Noronha Plástico Zero” e tem como objetivo preservar o meio-ambiente.

A fiscalização já começou e quem for flagrado portando ou comercializando os produtos vetados poderá ser multado. Ao todo, são três categorias: moderada, grave ou gravíssima. A primeira será aplicada ao morador ou turista, com valor correspondente a meio salário mínimo (R$ 449). A segunda será aplicada em caso de comercialização e seu valor é de três salários mínimos (R$ 2.964). Por fim, a multa gravíssima será aplicada em casos de entrada do plástico via porto ou aeroporto, com valor de cinco salários mínimos (R$ 4.940).

A fauna e a flora de Fernando de Noronha agradecem !!

Outros destinos turísticos que reduziram a utilização do plástico

Em 1993, a Dinamarca foi o primeiro país do mundo a criar políticas de redução da produção e utilização do plásticos. Desde então, outros lugares do mundo vêm seguindo essa mesma tendência. A União Europeia aprovou uma lei que proibirá o uso de vários produtos descartáveis a partir de 2021. Confira outros destinos que declararam guerra ao plástico:

Holanda: desde 2016, sacos plásticos gratuitos são proibidos

Ruanda: é o país africano mais limpo do continente. Entre as políticas adotadas, destaque para a proibição de sacolas plásticas.

França: além da redução do uso de sacolas plásticas, o país irá banir a partir do ano que vem copos e pratos plásticos.

Quênia: a produção, a venda e o uso de sacolas plásticas pode render multas altíssimas ou quatro anos de prisão.

Taiwan: desde 2018, sacolas, copos, canudos e outros utensílios plásticos têm uso restrito no país.

Anúncios

Deixe uma resposta