Diário de bordo: Puerto Natales

Fiorde Última Esperanza, em Puerto Natales
Vista para o Fiorde Última Esperanza

Como vocês sabem, chegamos a Puerto Natales depois de alguns dias em El Calafate, na Argentina. Mas vamos dar algumas dicas de como chegar na cidade tendo Santiago como portão de entrada no país.

Como chegar a Puerto Natales

Partindo de Santiago, existem voos diários (3h30min de duração) da Latam e da Sky Airlines para Punta Arenas. Em seguida, você pode pegar um ônibus, alugar um carro ou contratar serviços de transfer até Torres del Paine, para quem se hospeda dentro do parque, ou seguir até Puerto Natales, que fica a 246 km de distância. Para os dois destinos, é só pegar a Ruta 9 e seguir a sinalização das placas. #Ficaadica: lembre-se de baixar o mapa em seu celular e usá-lo no modo offline.

Caso você opte em usar Puerto Natales como base para conhecer o parque, saiba que a cidade tem muito a oferecer aos seus visitantes. Embora seja uma cidade pequena, ela conta com uma boa infraestrutura de serviços de gastronomia, turismo, alimentação e aluguel de equipamentos esportivos. Tudo bem que ela não lembra em nada a pacata e acolhedora El Calafate, mas também tem seu charme, em especial a sua orla de onde avistamos as montanhas do Fiorde Última Esperanza.

Monumento al Viento, em Puerto Natales
Monumento al Viento

O que fazer em Puerto Natales

O passeio pela orla proporciona algumas surpresas, como o Monumento al Viento, que fica mais bonito ao pôr do sol, e a Estátua de la Mano, uma réplica do Monumento al Ahogado, de Punta del Este, no Uruguai. Na entrada da cidade, você receberá as boas-vindas de uma estátua do El Milodón, preguiça gigante que povoou a região na Pré-História.

Interior da Cueva del Milodón

Vale a pena conhecer o Monumento Natural Cueva del Milodón, que fica a 25 km de Puerto Natales. Ele é formado por três cavernas e pela formação rochosa Cadeira do Diabo. No final do século 19, foram encontrados peles e ossos do milodón. No local, também foram encontrados vestígios do homem primitivo patagônico, que viveu na região há mais de 11 mil anos.

A visita ao local leva no máximo umas 2h e você pode inseri-la ao dia que for fazer o tour de carro pelo parque. Neste caso, use a Portería Serrano para entrar no parque e economizará preciosos 30km.

Valores do ingresso

Os ingressos podem ser comprados via Internet ou na entrada do monumento.

Alta Temporada (Outubro a Abril)

CategoriaValor
Adulto chileno$ 2.500 (R$ 13,99)
Adulto estrangeiro$ 5.000 (R$ 27,98)
Adulto com deficiência$ 1.500 (R$ 8,39)
Criança e adolescente chilena$ 1.500 (R$ 8,39)
Criança estrangeira$ 2.500 (R$ 13,99)
Pessoa Idosa$ 1.500 (R$ 8,39)

Baixa Temporada (Maio a Setembro)

CategoriaValor
Adulto chileno$ 1.000 (R$ 5,60)
Adulto estrangeiro$ 2.000 (R$ 11,19)
Adulto com deficiência$ 1.000 (R$ 5,60)
Criança e adolescente chilena$ 500 (R$ 2,80)
Criança estrangeira$ 500 (R$ 2,80)
Pessoa Idosa$ 500 (R$ 2,80)

Leia mais sobre a Patagônia:

Nas estradas da Patagônia

Parque Nacional Torres del Paine

Trekking à base das Torres del Paine

Torres del Paine de carro

Glaciar Perito Moreno

Glaciares Upsala e Spegazzini

Patagônia: um destino com vários destinos

Anúncios

Deixe uma resposta