Glaciares Upsala e Spegazzini

Blocos de gelo são comuns durante a navegação nos glaciares
Bloco de gelo durante a navegação às geleiras Upsala e Spegazzini

Parque Nacional Los Glaciares

As demais geleiras nas redondezas de El Calafate fazem parte do Parque Nacional Los Glaciares. Ele foi criado pelo governo argentino em 1945 e declarado Patrimônio Mundial da Humanidade em 1981. Com uma área de 726.927 hectares, o parque mantém preservados três biomas: altas montanhas, bosque andino-patagônico e estepe patagônica subandina.

As montanhas estão a mais de 1.000 metros de altura em uma combinação de vento, frio e neve. Condições que tornam a região uma das mais hostis para a vida no planeta. O bosque andino-patagônico é uma zona intermediária entre as montanhas e o nível dos lagos, e conta com três espécies abundantes de árvores: lengas, ñire e guindo. A estepe é o bioma menos abundante, com presença de arbustos e plantas adaptadas à aridez e os ventos da região. Assim como a flora, a fauna é bastante reduzida, tendo o condor e o puma como seus exemplares mais significativos.

A estepe andina pode ser observada ao longo das estradas

O parque tem dois horários de funcionamento a depender da época do ano. De setembro até a Semana Santa, ele funciona das 8h às 18h enquanto no inverno o parque está aberto das 9h às 16h. O ingresso custa $ 700, equivalente a R$ 70, e é válido para um dia. Comprando ingressos para dois dias, o segundo sai pela metade do preço. No geral, os visitantes reservam um dia para o Perito Moreno e outro para navegação pelos glaciares Upsala e Spegazzini.

Navegação pelos rios de hielo

Glaciar Seco

O passeio pelo braço norte do Lago Argentino, chegando próximo aos glaciares Upsala e Spegazzini, é operado pela empresa Solo Patagônia. Os barcos têm capacidade para 100 pessoas, distribuídas em dois andares confortáveis e oferecem serviços de alimentação e fotografia. Há um espaço VIP pago à parte obviamente. Caso você queira levar seu próprio lanche, não fique constrangido. Além de ser permitido, a maioria das pessoas prefere levar sua própria comida a pagar um sanduíche a preço de refeição completa. Outra dica é ir bem agasalhado para encarar o vento e o frio na parte externa do barco, que é bastante disputada na hora das fotos.

Não é permitido chegar perto de glaciares instáveis, como o Upsala
Por ser considerada instável, não é possível chegar perto da Glaciar Upsala

Os barcos saem do porto de Punta Bandera, onde é necessário comprar o ingresso do parque. Caso você faça esse passeio no segundo dia, não esqueça de levar o tíquete do dia anterior para ter direito ao desconto de 50%. A navegação dura cinco horas e começa rumo ao Canal Upsala, onde está a geleira com o mesmo nome. Ela tem 847 km2 , o que significa que ela é três vezes maior que a Perito Moreno (254 km2). Por ser considerada muito instável, não é possível chegar muito perto da Upsala.

A frente do Spegazzini tem mais de 100 m de altura

Glaciar Spegazzini

De lá seguimos para a Spegazzini, que possui 134 km2, bem menor que as anteriores. Ela impressiona porque das três é a que chegamos mais perto (isso desconsiderando o mini-trekking de Perito Moreno). Além disso, sua parede de desprendimento, como é chamada a parte frontal da geleira, tem mais de 100 m de altura. Como a navegação termina no início da tarde, por volta das 14h, aproveite para passear pelas charmosas ruas de El Calafate.

Não é necessário comprar esse passeio com muita antecedência. Como não conseguimos contratar o tour pelo site da Solo Patagônia (única nota negativa da empresa), o jeito foi arriscar e comprar com um dia de antecedência. Em dezembro de 2018, o valor era de $ 1,750 pesos argentinos, o equivalente a R$ 175,00.

Leia mais sobre a Patagônia:

Glaciar Perito Moreno

Patagônia: um destino com vários destinos

Nas estradas da Patagônia

Diário de bordo: Puerto Natales

Parque Nacional Torres del Paine

Trekking à base das Torres del Paine

Torres del Paine de carro

Anúncios

Deixe uma resposta